Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a

Notícias

Opções Avançadas   Busca exata   Todas as palavras   Qualquer uma das palavras
mc
1ª EXPOSIÇÃO DO MUSEU DE CIÊNCIAS DA UFG SELECIONA MONITORES
Por Janice Lopes Em 21/09/2017 às 18:03

 

EntreSaberes
Museu de Ciências da UFG promove sua 1ª Exposição
Por Janice Lopes Em 20/09/2017 às 13:54

 

       Resultado de imagem para razão áurea

 

Na próxima segunda-feira (25/9), às 10h, será lançada a 1ª Exposição do Museu de Ciências da Universidade Federal de Goiás (MC/UFG). A exposição intitulada EntreSaberes: do Céu ao Solo ficará exposta no Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mídias Interativas (Media Lab), no Câmpus Samambaia, até o dia 8 de dezembro, das 8h às 19h.

A exposição reúne objetos de 9 (nove) dos 26 (vinte e seis) núcleos museológicos que compõem a Rede de acervos do Museu de Ciências da UFG. O objetivo central da referida exposição é estimular a reflexão sobre questões relativas à história da evolução humana e sua relação com a produção do conhecimento científico.

O Projeto Expográfico da exposição foi construído pela equipe do Laboratório de Educação Matemática (Lemat), do Instituto de Matemática e Estatística (IME/UFG), que também é um dos núcleos museológicos do MC/UFG. Tal projeto toma como ponto de partida a ideia matemática conhecida como Razão Áurea; Proporção Áurea ou Número de Ouro, encontrada na ciência e na natureza, e em diferentes formas, como por exemplo na obra de artistas como Leonardo da Vinci (Homem Vitruviano), etc.

A disposição de cada um dos núcleos participantes e a localização dos acervos ao longo da exposição, posicionados em alturas diferentes e em pontos matematicamente estabelecidos, sugerem um movimento helicoidal tanto entre os elementos que constituem a exposição quanto entre as alturas destes elementos e o olhar atendo do visitante.

folder

A ênfase em um movimento helicoidal também pretende sugerir, por meio das percepções geradas pela exposição e da interação dos visitantes com cada um de seus elementos, o quão orgânica e geométrica são as dinâmicas do mundo e das ciências. Evidenciando, a partir das integração entre as distintas áreas das ciências e seus conhecimentos, que a constituição do mundo e da própria Ciência se dá, necessariamente, por meio de uma rede dinâmica e multifacetada.

Um olhar atento revela a proximidade das coisas do mundo, classificadas distintamente pelas ciências, mas percebidas pela consciência humana, deflagradora do conhecimento, desde o céu até o solo, por meio de uma rede híbrida de conexões.

 

Participam da exposição os seguintes núcleos:

Centro Cultural UFG
Laboratório de Educação Matemática Zaíra da Cunha Melo Varizo (Lemat/IME)
Media Lab
Museu Comunitário de Ciências Morfológicas Arlindo Coelho (ICB)
Museu da Informática (INF)
Museu de Solos (Labogef/Iesa)
Museu Viver Engenharia (EMC)
Parque da Ciência Binômio da Costa Lima (Regional Jataí)
Planetário UFG

*
LEMAT oferece Oficina de Origami
Por Janice Lopes Em 18/09/2017 às 19:14